JVF Empreendimentos Imobiliários

Blog

Condomínios reforçam senso de colaboração

condomínios incentivam a colaboração
Compartilhe

Segurança, possibilidades variadas de lazer, infraestrutura, comodidade. Essas são algumas das vantagens de se morar em condomínios, mas a experiência pode ser muito mais rica do que se imagina.

Afinal de contas, se conviver e dividir espaços traz desafios para garantir direitos e deveres, vivenciar o convívio nestes empreendimentos pode trazer consigo a oportunidade da formação de uma comunidade que se ajuda e criar possibilidades de uma vida mais harmônica.

Muitos condomínios, em função do número de moradores e tamanho da estrutura, podem ter a população de um bairro ou até de uma pequena cidade. No caso do Vivace Cabula VI, empreendimento da construtora JVF, são 258 apartamentos em todo o condomínio. Não se trata, porém, apenas do apartamento estar localizado no mesmo espaço, pois, além disso, os moradores dividem áreas comuns e utilizam equipamentos de forma coletiva.
Alguns exemplos são a academia, brinquedoteca, espaço churrasco, espaço pilates, playground, piscina, parque infantil, quadra esportiva, salão de festas, salão de jogos espaço gourmet e quiosques.

“Nestes lugares, as pessoas convivem, se encontram e precisam respeitar regras específicas, mas, sobretudo, criar maneiras de conviver com respeito. Isso pode gerar amizades ou no mínimo a sensação de ajuda coletiva entre vizinhos que deixam de ser estranhos, pois estão sempre se encontrando”, aponta Ubirajara Santana, gerente predial do Vivace Cabula VI.

 

Lazer completo no Vivace Cabula VI

 

Cultivar as boas relações

Não é incomum que vizinhos se tornem amigos. Em condomínios onde o convívio é maior, isso é ainda mais possível. Dessa forma, empreendimentos com estrutura de lazer proporcionam que as pessoas se conhecem e criem relações, trazendo a vantagem de ambientes mais seguros.

Para os pequenos, morar em condomínio geralmente propicia facilidade para brincar com outras crianças em um ambiente seguro e controlado. Ou seja, além de usufruir da estrutura disponibilizada para elas, as crianças ganham a possibilidade fazer amizades e ter mais liberdade.

Os vizinhos, muitas vezes, também criam uma rede de apoio. É comum que um vizinho seja a pessoa que vai lhe socorrer em um momento de necessidade, desde molhar as plantas quando você vai viajar até uma carona ou um auxílio num momento de emergência.

 

Colaboração que favorece a todos

Um dos exemplos de como se constitui a colaboração entre os vizinhos nos empreendimentos da JVF é a horta comunitária do Vivace Cabula VI. Ubirajara conta que a ação nasceu do desejo de moradores de ter um espaço para cultivo de alguns itens alimentares, como temperos.

“O interessante dessa iniciativa é que são alguns moradores que cuidam da horta, aqueles que se propuseram a essa atividade, com um suporte pontual do nosso jardineiro. Porém, todos os moradores podem ter acesso ao que está plantado lá. Não ficou restrito, as pessoas podem usufruir”, comenta o gerente.

 

 

 

 

Regras mais claras, mais entendimento

Conflitos são uma realidade em toda relação humana. Isso não é diferente entre vizinhos. Quando se mora em um condomínio grande, com regras, penalidades e uma administração central, os problemas podem ser resolvidos com mais facilidade.

“Os conflitos ocorrem, mas eu procuro manter sempre aberta a via do diálogo, além de procurar me colocar no lugar do outro. Às vezes, uma pessoa descumpre uma regra por esquecimento ou alguma dificuldade. Como faz parte do trabalho da administração gerenciar isso, eu procuro dialogar com a pessoa, alertar para pequenos descumprimentos, conversar e ouvir, pedir com gentileza. Essa maneira de comunicar pode evitar que coisas pequenas se tornem grandes problemas”, conta Ubirajara.

 

Levando os amigos

Se é comum fazer amizades quando se mora em condomínio, quando os amigos já estão lá a convivência pode ser ainda mais agradável e fácil. Em alguns dos empreendimentos da JVF, essa possibilidade é real.

A construtora criou o Clube do Amigo Vizinho, campanha que oferece seis meses de condomínio grátis para o comprador que indicar amigos como clientes. Ou seja, o comprador indica amigos e, a cada contrato fechado, os dois ganham seis meses de condomínio grátis. Como o benefício é cumulativo para quem indica, isso pode representar muito tempo sem se preocupar com as despesas do condomínio.

Fernanda Sturaro, professora e moradora do condomínio Allegri Cabula, por exemplo, já tem dois anos e meio de condomínio grátis assegurados, depois de indicar 15 amigos, e cinco deles fecharem negócio.

“A economia em condomínio é um grande benefício e muito significativa. É importante enfatizar também que a gente só indica aquilo que gosta e confia. Eu não ofereço para um amigo meu algo em que eu não confio. Então, eu indico a JVF, porque a construtora realmente atende as expectativas e cumpre prazos”, enfatiza.

Fernanda Stuaro, moradora do Allegri Cabula

 

A advogada e moradora do Vivace Cabula VI, Thaís Fiama vice-campeã do clube, já ganhou dois anos sem pagar condomínio e garantiu amigos na vizinhança.

“Quando você compra algo que gosta e confia quer que as pessoas que ama também possam usufruir, por isso é fácil indicar algo que me deixa satisfeita para meus amigos. E com o benefício dos seis meses sem condomínio, para mim e para eles, é melhor ainda”, aponta.

Thais Fiama, moradora do Vivace Cabula

 

Leia também: QUER VIVER CERCADO DE AMIGOS E SEM PAGAR CONDOMÍNIO?

 

Além do apartamento

A diretora da JVF, Juliana Oliveira, ressalta que a campanha é afinada com o propósito da empresa de oferecer ambientes harmoniosos e familiares para os clientes e para a cidade.

“A JVF nunca foi sobre concreto e cimento. Construir sonhos é, para além do nosso propósito, uma forma de contribuir com a sociedade soteropolitana, tornar a nossa cidade um ambiente cada vez mais agregador e familiar. A idealização desta campanha foi uma das formas que encontramos para alcançar esse objetivo. Quando um cliente indica um de nossos apartamentos para um amigo, além dele ratificar a qualidade dos nossos produtos, ele contribui para que o coletivo se torne mais harmonioso. Não existe nada melhor do que ser vizinho de quem gostamos e confiamos”, afirma.

video entrega allegri cabula brinquedoteca

 

 

Estrutura, organização e economia

Morar em um condomínio com uma boa estrutura de lazer também pode representar uma economia. Com uma boa gestão condominial, é possível morar em um empreendimento com estrutura completa, sem pagar uma taxa exorbitante. É o que o afirma Eric Pereira, gerente de vendas imobiliárias.

“Todos os empreendimentos, mesmo com perfis diferentes como o Vivace Cabula VI e o Felice Pituaçu, contam com um condomínio muito completo. O valor é variável, mas no Vivace, por exemplo, hoje, é em torno de R$ 270,00 e o empreendimento conta com academia, piscina, espaço Gourmet e diversos outros itens que representam também uma economia para a família, com menos gastos de transporte, com lazer e com atividades físicas”, destaca.

A possibilidade de ter um condomínio com boa oferta de estrutura e com valor baixo passa pela gestão do condomínio e considera, ao contrário do que se pensa, não apenas a qualidade de itens de lazer e a localização, mas também o número de funcionários e o total de apartamentos no condomínio, pois as despesas são divididas entre as unidades.

Ao escolher um condomínio com uma boa estrutura e gestão, o morador terá disponível recursos e serviços que pagaria mais caro de forma individual. Além disso, ele participa das decisões e conta com a facilidade de ter a administração para cuidar de toda a manutenção do condomínio.

Deixe uma resposta