JVF Empreendimentos Imobiliários

Blog

Quais investimentos são melhores que a poupança?

Compartilhe
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Faz tempo que a poupança não é um investimento lucrativo, já que os rendimentos dessa aplicação são bem menor que os outros investimentos. Mas, quais os investimentos melhores que a poupança?

O grande problema da poupança é que desde que ela foi criada não apresentou grandes mudanças e benefícios ao investidor, que possuem um rendimento muito baixo em aplicações, o que faz com que seja um tipo de investimento não indicado para aqueles que desejam fazer render uma quantidade pequena de capital.

Atualmente, no Brasil, a poupança tem seus rendimentos calculados tendo como base que a Taxa Selic esteja em até 8,5% ao ano. Desse modo, a poupança tem um retorno de até 70% dessa taxa de 8,5% acrescida da Taxa Referencial.

Para ficar mais fácil de compreender, o dinheiro que você coloca na poupança rende menos que as taxas de juros médias do ano, o que é tido como um rendimento baixíssimo. Por isso, os economistas defendem que existem investimentos melhores que a poupança, e que ela deve ser usada como uma forma de guardar dinheiro para uma possível emergência e não para fazer esse capital render.

Contudo, muitas pessoas continuam aplicando seu dinheiro na poupança por falta de conhecimento ou por comodismo e tradição.

Para lhe ajudar a escolher as melhores oportunidades para fazer seu dinheiro render, listamos 5 investimentos melhores que a poupança. Confira:

1.Investimento na Bolsa de Valores

O investimento na bolsa de valores requer empenho no aprendizado de como o mercado financeiro funciona. Só assim será possível que o investimento na bolsa seja visto como um dos investimentos melhores que a poupança e você se torne um investidor bem-sucedido.

Com o tempo e se bem orientado, o investidor pode obter resultados expressivos de lucros em longo prazo.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é preciso de um capital inicial grande para investir na bolsa. Isso porque, este investimento contempla investidores de todos os perfis, inclusive aqueles que têm pouco dinheiro.

Basicamente:

Os investidores da bolsa têm direito aos dividendos pagos pelas empresas, ou seja, a divisão de lucros entre os acionistas que investiram naquela empresa. Quem adquire uma ação na bolsa se torna sócio de uma empresa e, por isso, tem direito aos lucros da mesma.

Esses dividendos dos investimentos da bolsa de valores possuem um diferencial, que é ter o Imposto de Renda já descontado, ou seja, o valor recebido já é líquido.

Para aqueles que desejam investir na bolsa de valores, um curso de investimentos é essencial para obter bons rendimentos e não perder dinheiro por fazer aplicações inadequadas.

2.Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Neste tipo de investimento a pessoa empresta dinheiro ao banco é remunerado por isso.

Dessa forma, o banco usa esses recursos captados para emprestar a outros clientes.

Resumindo, o banco pega o dinheiro do investidor e empresta para aqueles que buscam empréstimo.

Como o banco paga uma taxa menor para captar o dinheiro do que a que cobra para emprestar, o que garante o lucro. Ao investidor, é repassado um percentual dessa taxa, que se aproxima à taxa Selic.

Um investimento de baixo risco

Ele possui em média o dobro de retorno da poupança;

Assim como a poupança, o CDB possui a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, que é uma entidade que garante a segurança do mercado financeiro, ou seja, em caso de falência do banco o investidor é reembolsado de seu prejuízo.

Contudo, o reembolso é de até 250 mil reais por pessoa, isto é, se o investidor aplicar 500 mil reais, ainda que dividido, só receberá 250 mil reais.

Outra vantagem dessa aplicação é que muitos CDBs permitem resgate do valor que você investiu a qualquer momento, já que possui liquidez diária. Contudo se você quiser ter um rendimento melhor, deve deixar o investimento em longo prazo, com o tempo máximo de dois ou três anos.

3.Tesouro Selic

O Tesouro Selic era chamado anteriormente de Título Público e trata-se de uma negociação feita a partir de uma plataforma de negociação online, que é o Tesouro Direto.

Esse tipo de investimento paga a variação da taxa Selic durante o período que a aplicação for feita.

Os títulos são emitidos pelo governo e, por este motivo, possuem um risco muito baixo de crédito, ou seja, o investidor corre um risco muito baixo de ficar sem receber, sendo esse um dos investimentos melhores que a poupança, pois como a poupança é garantida pelo Fundo Garantidor de Crédito, o Tesouro Selic é garantido pelo governo.

O investidor também não corre risco de prejuízo, pois o Tesouro Selic paga a variação da taxa Selic, que é sempre positiva.

Outra vantagem

um investidor que aplica 100 reais no Tesouro Selic possui a mesma rentabilidade daquele que aplica 100 mil reais.

Para investir no Tesouro, o investidor deve comprar ao menos 1% de um título, desde que não seja inferior a 30 reais.

Atualmente, o Tesouro Selic é vendido por 7.058,52 reais. Assim, é possível aplicar 1% desse valor, que fica 70,58 reais.

As agentes de custódias são instituições financeiras responsáveis e autorizadas a negociar os títulos públicos. Algumas dessas instituições cobram uma taxa de até 2% ano, o que pode comprometer os rendimentos do investimento final. Por isso, se for fazer esse tipo de aplicação, busque por agentes de custódias que isentam essa taxa.

4.Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Trata-se de um título emitido pelo banco para financiar o agronegócio. Este tipo de renda possui isenção do Imposto de Renda, que foi uma forma que o governo achou de incentivar o crédito nesse setor.

A rentabilidade do LCA é superior ao CDB e poupança, mas possui baixa liquidez, ou seja, só poderá ser resgatado no prazo de vencimento, que frequentemente é superior a dois anos. Dessa forma, esta não é uma boa opção para aqueles investidores que estão em dúvida se podem abrir mão do capital investido durante o prazo exigido.

5.Investimento em aluguel de imóveis

Uma característica marcante do mercado imobiliário é que é um tipo de investimento que nunca ficará paralisado por um longo prazo ou deixar de existir. Isso porque, sempre haverá demanda por moradia, trabalho, lazer e etc.

O aluguel de um imóvel é sinônimo de uma renda mensal fixa. Além de ser um investimento dinâmico, ou seja, se desejar você pode vender ou até mesmo ir morar nesse imóvel.

Para usufruir de bons rendimentos com o aluguel de imóveis é preciso fazer análises se o empreendimento possui potencial de lucro. Para isso, escolha um imóvel com boa localização, boa estrutura e que atenda ao objetivo que você pretende alugar (residencial ou comercial).

Ao colocar o imóvel em uma imobiliária para a locação, geralmente o corretor cobra a primeira parcela do aluguel e mais 10% do valor mensal do aluguel, mas fica a cargo deles todo o trabalho de apresentar o inquilino, fazer propagandas do imóvel, cobranças e etc.

O corretor se empenha em alugar seu imóvel o mais rápido possível, já que sua comissão está em jogo.

O risco que se corre é você demorar para alugar e ter que arcar, enquanto isso, com os custos do imóvel como IPTU, condomínio, conta de água, luz e etc.

Contudo, o aluguel de imóveis continua sendo uma boa fonte de renda extra. Além disso, o investimento no setor imobiliário é um tipo de aplicação segura, já que o imóvel estará em seu nome e, em caso de quebra de bancos, não será congelado como a poupança, por exemplo.

Agora que você sabe mais sobre alguns investimentos melhores que a poupança poderá fazer seu dinheiro render mais. É imprescindível ter um bom conhecimento e estudar bastante sobre o tipo de aplicação escolhida.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta