JVF Empreendimentos Imobiliários

Blog

Investimento: Como fazer?!

Compartilhe
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Poupar é diferente de investimento. A poupança está ligada ao dinheiro que você economiza e investir a como você irá fazer esse dinheiro economizado render.

Poupar permite a realização de sonhos. Tendo o hábito da economia pela vida e investindo esse capital adequadamente, você irá aumentar seu patrimônio pessoal e familiar e, dessa forma, estará mais perto de alcançar seus objetivos.

Todavia, economizar não é nada fácil e depende de uma avaliação completa dos ganhos e gastos, fixação e metas e, principalmente, muita persistência e foco. Sem a poupança, certamente, não é possível acumular recursos para realizar um investimento.

Economizar e aplicar capital traz consigo a estabilidade financeira e a possibilidade de realizar sonhos, seja a compra de um imóvel, uma viagem de férias, um curso no exterior e etc. A segurança financeira trazida com o dinheiro aplicado de forma correta se constitui em um fator de felicidade, tendo em vista que confere uma maior tranquilidade e conforto em relação ao futuro.

O investimento é tão importante quanto poupar, pois todo o esforço em economizar pode ser em vão se o capital for mal investido.

Como investir

Investir está relacionado a empregar o capital poupado por anos em aplicações que rendam seja em forma de juros, correção ou outro tipo de remuneração.

Antes de iniciar em qualquer investimento, é preciso que você se perguntar o motivo de você querer aplicar o capital economizado em um investimento.

Ter um objetivo e um foco é sempre o primeiro passo para um investimento de sucesso.

Após definir seu foco e prioridades, você deverá fazer uma listagem de todos os bens que possui e de seu capital, isto é, tudo aquilo que você poupou. Além disso, é preciso listar também todas as suas despesas e dívidas. Nada deve escapar desse planejamento, que se não for bem feito pode fazer com que você tenha um panorama errado de sua situação financeira e acabe, até mesmo, perdendo dinheiro.

Os bens e o capital que você possui é chamado de ativo e aquilo que você deve de passivo. Após listas tudo, subtraia os passivos dos ativos. Se o resultado for positivo, quer dizer que você possui um patrimônio líquido positivo, o que é um bom sinal para que você continue no investimento. Caso o resultado seja negativo, é sinal de que você precisa reorganizar seu orçamento para antes pensar em iniciar um investimento.

É essencial ainda um estudo acerca das perspectivas do mercado financeiro e do tipo de investimento que você se enquadra.

Em geral, os novos investidores tendem a buscar informações com familiares e amigos para iniciar um investimento. Aí está um grande erro, pois o que pode ser bom em termos de lucro para uma pessoa que você conhece, pode não ser bom para você.

Assim, a ajuda de um profissional capacitado que possa lhe passar todas as características do investimento e no que implica em relação aos riscos e ganhos é essencial.

Todo investimento tem risco

Podemos dizer que investimento no mercado financeiro e risco são praticamente sinônimos. Isso porque, todos os tipos de investimentos possuem uma margem de risco, alguns mais outros menos.

Muitas pessoas ficam presas e somente às promessas de rentabilidade de um investimento e acabam não atentando para o risco da aplicação.

Ao iniciar um investimento, a pergunta que brilha na cabeça de novos investidores é: “Quanto irei ganhar com isso?”.

No entanto, essa perspectiva é errada, pois antes de se questionar o quanto pode ganhar, é preciso ponderar o quanto se pode perder e se você está disposto a arcar com esse risco, sem comprometer seu orçamento e qualidade de vida.

Considerando os riscos, o investidor possui um controle maior do negócio, pois passa a ponderar os riscos e arriscar somente aquilo que você pode.

Os benefícios de se investir em imóveis

O investimento em imóveis é tido como uma das aplicações mais seguras e lucrativas.

Dentre as principais vantagens de se investir em imóveis está em uma propriedade ser um bem durável, que ultrapassa a expectativa de vida das pessoas e passa por gerações. Além disso, um imóvel é multifuncional, ou seja, de acordo com seu desejo e necessidade, você pode vender, alugar ou até mesmo usar para moradia, trabalho ou lazer.

O mercado imobiliário possui investimento para diversos tipos de perfis de investidores. Confira a seguir 4 formas de investir no mercado imobiliário:

1.Investir em imóveis para a renda fixa

Muitas pessoas vivem de renda fixa apenas com o aluguel de imóveis, seja casa, apartamentos ou pontos comerciais. Este tipo de investimento se mantém pelo déficit habitacional, ou seja, como não há moradia para todos, sempre haverá pessoas em busca de imóveis para alugar.

2. Imóveis para a venda

Em geral, os imóveis tende a se valorizar ao longo dos anos. Neste caso, a revenda de imóveis é garantia certa de lucro.
A compra de terrenos para a construção tem se mostrado uma opção de negócio bastante lucrativa, pois na compra de um imóvel já construído você paga a construção feita pelo antigo proprietário, e ele certamente irá tirar uma porcentagem de lucro em cima dessa construção.

3. Compra de imóvel na planta

Comprar um imóvel na planta e vender quando as chaves forem entregas se constitui em lucro, pois o imóvel valoriza pelo menos 20% do valor inicial. Este tipo de investimento inclui um certo risco, pois como o imóvel ainda vai ser construído, o investidor ficará passível de atrasos e até mesmo a possibilidade de o imóvel não ser entregue. Por isso, é preciso pesquisar bastante sobre a reputação da construtora que está fazendo a obra.

4. Investimento no Fundo de Investimento Imobiliários (FII)

Este é um tipo de investimento em que o investidor participa de fundos imobiliários e recebe quotas mensais desse título. Ou seja, os investidores têm direito participação indireta em certas propriedades.

A maioria dos fundos imobiliários operam comprando imóveis para receber a renda de um aluguel, se aproveitando, dessa forma, da valorização. A maior vantagem desse tipo de investimento imobiliário é o acesso a grandes empreendimentos que um investidor sozinho não conseguiria.

O risco de se investir em imóveis

Tradicionalmente, o investimento em imóveis é tido como um dos mais seguros do mercado financeiro. Contudo, há sim riscos no investimento no mercado imobiliário.

Quando você compra um imóvel, mesmo que ele seja usado para a moradia, essa compra será caracterizada como um investimento, já que há a geração de patrimônio.

Se você quiser vender esse imóvel, certamente, poderá recuperar o valor investido. Entretanto, alguns fatores podem implicar em riscos nesse processo, como a área do imóvel ter se tornado perigosa demais e não haver comprador ou ainda o local ser atingida por uma enchente ou outra intempérie natural e ter ficado desvalorizada. É difícil de coisas assim acontecerem? Sim, pois, em geral os imóveis valorizam ao longo do tempo, mas é um risco no qual você está passível.

Você também pode ter urgência em vender ou alugar o imóvel e não conseguir com rapidez que deseja. O investimento de imóveis possui baixa liquidez, ou seja, se você precisar do dinheiro, não pode ter acesso imediato quando à poupança.

Desse modo, é importante ficar atento a esses aspectos e entender que o risco faz parte de qualquer negócio.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta