JVF Empreendimentos Imobiliários

Blog

Dicas incríveis para comprar um imóvel

Compartilhe
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Comprar um imóvel é o sonho de consumo de muitos brasileiros. Mas, para realizar esse sonho é importante atentar em fatores como o planejamento financeiro e em como escolher o imóvel ideal.

Com as facilidades do financiamento, o sonho da casa própria ficou mais acessível. Isso fez com que a oferta de imóveis apresentasse crescimento.

Diante das várias opções do mercado imobiliário, o comprador precisa está preparado para não fazer um mau negócio.

Muitas pessoas compram um imóvel uma vez só na vida. Por isso, a grande ansiedade e expectativa e falta de experiência pode acabar fazendo com que o comprador caia em golpes ou se arrependa da compra pouco tempo depois.

Para que isso não ocorra com você, confira 8 dicas incríveis para comprar um imóvel com segurança

1. Planejamento financeiro é imprescindível para comprar um imóvel

Se você vai comprar um imóvel à vista ou por financiamento, fazer um planejamento financeiro e aprender a poupar será de extrema importância para que você não tenha o orçamento comprometido.

O financiamento de um imóvel pode durar até 35 anos. Então, se você mora na casa dos pais pode aproveitar esse tempo para poupar para a compra de seu imóvel e fazer com que o tempo de pagamento e comprometimento com o financiamento diminua.

Se você conta com outra pessoa para dividir as despesas da compra do imóvel, é preciso fazer a somatória das rendas e fazer a relação com os gastos. O ideal é destinar pelo menos 10% da renda mensal para fazer uma reserva financeira, que pode vim a ser usada para a compra de um imóvel.

No controle financeiro, é necessário listar todas as suas despesas e, a partir daí, cortar aquilo que for supérfluo.

Dessa forma, é possível criar estratégias para economizar dinheiro, renegociar dívidas, estabilizar o orçamento e etc. Essas ações serão fundamentais para que você consiga o financiamento de um imóvel.

É fundamental ter consciência de que comprar um imóvel é um grande investimento e que, para realizar esse projeto sem dor de cabeça, será preciso fazer algumas renúncias e até mesmo mudar o estilo de vida. Neste sentido, todos da família precisam está envolvidos para que o objetivo seja alcançado o mais rápido possível.

2. Dinheiro na mão é sinônimo de facilidades na hora de comprar um imóvel

Na maioria dos casos de financiamento, é pedida uma entrada de pelo menos 20% do valor do imóvel. Ou seja, em um imóvel que custe R$ 250 mil, a entrada precisa ser de pelo menos R$ 50 mil.

Contudo, saiba que quanto maior for à entrada, menor serão as parcelas e os juros a serem pagos no financiamento.

Além disso, se você tiver o valor integral para compra de um imóvel pode negociar diretamente com o proprietário e conseguir uma média de até 25% de desconto.

3. Condições para o financiamento

O valor do financiamento deve comprometer no máximo 30% do orçamento mensal para que você e sua família possam viver confortavelmente no período em que estiver pagando o imóvel. Esta também é uma das exigências das instituições financeiras antes da aprovação do crédito para a compra de um imóvel.

Os bancos fazem essa exigência para diminuir os riscos de inadimplência. Por isso, vale muito a pena fazer um controle financeiro tendo como meta diminuir as despesas para dar uma entrada maior no financiamento do imóvel.

4. Considere as despesas que virão com a compra de um imóvel

É preciso ainda ponderar em seu orçamento, despesas adicionais que podem vim acompanhadas com a compra do imóvel, como IPTU, condomínio, água, energia e etc.

Além disso, no processo de compra e venda de um imóvel, o comprador possui gastos com a documentação e custos de cartórios e com o Imposto de Transmissão de Bens Imobiliários (ITBI). Estas despesas em média representam cerca de 5% do valor do imóvel.

Para evitar qualquer surpresa desagradável que possa vim comprometer a transação de compra e venda ou fazer você ficar endividado, o ideal é está ciente de todos os custos envolvidos na transação. Um profissional do mercado imobiliário pode lhe ajudar nesse sentido.

5. Aplicação do dinheiro poupado

O dinheiro economizado com o planejamento financeiro deve ser colocado em uma aplicação de baixo risco e alta liquidez, ou seja, que possa ser retirado a qualquer momento, como a poupança ou fundos de renda fixa.

Neste sentido, é fundamental ter noções de educação financeira para fazer as melhores escolhas quando o assunto é investimento.

Isso porque, investir o dinheiro poupado em aplicações de baixo risco, podem lhe ajudar a atingir mais rapidamente o objetivo de comprar o imóvel dos seus sonhos.

Na dúvida, procure o gerente do seu banco ou um especialista no mercado financeiro.

6. Recorra primeiramente a seu banco antes de comprar um imóvel

Se você está pensando em fazer um financiamento de imóvel, precisará fazer a cotação em várias instituições financeiras.

Contudo, comece com o banco que você já tem um relacionamento, pois por esta instituição já ter seu histórico financeiro, é mais provável que lhe conceda o crédito e dê melhores condições de financiamento do que outra instituição que você não possui vínculo.

É importante ainda saber seu limite de crédito pré-aprovado para financiamento bancário antes de começar a procurar por um imóvel. Isso irá fazer com que você faça as buscas com foco no valor do imóvel que poderá adquirir.

7. Faça pesquisas no lugar que deseja comprar um imóvel

Se você está pensando em comprar um imóvel, pense na região em que gostaria de morar e delimite bairros para fazer a procura por imóveis.

As pesquisas podem começar na internet, onde é possível encontrar os detalhes do mercado imobiliário e o valor médio do m² de áreas. Com isso possível saber de antemão o valor aproximado dos imóveis no padrão que você deseja.

Depois disso, você deve ir pessoalmente à região que pretende comprar o imóvel e analisar o ambiente. Conversar com moradores do local também pode lhe ajudar a fazer a melhor escolha.

Tenha em mente que a localização influência em pelo menor 25% no valor do imóvel e que como a tendência é que os bens imobiliários tenham valorização ao longo dos anos, este é um ponto fundamental na hora de escolher um imóvel, que é um investimento em patrimônio.

Ao escolher a região ideal para se morar, é preciso levar em conta a infraestrutura do bairro, vias de acesso, transporte, trânsito e etc. O ideal é escolher morar em um local que seja cômodo e facilite sua vida.

8. Pesquise sem pressa

Por mais que você esteja ansioso para ter sua casa própria, a pesquisa pelo imóvel ideal deve ser feita com muita cautela.

A primeira coisa é definir o tipo de imóvel ideal para você e sua família. Neste sentido considere pontos como: tipo de imóvel (casa ou apartamento); tamanho, quantidade de cômodos e etc.

Além do valor do imóvel e condições de financiamento, é preciso avaliar fatores como a estrutura, localização, vizinhança, segurança e etc.

Nesta etapa, é fundamental contar com a ajuda de um profissional que seja qualificado para atuar no mercado imobiliário, que lhe ajudará a ponderar todos os pontos e fazer a melhor escolha.

Se você está pensando em fazer o financiamento de um imóvel, a JVF empreendimentos disponibiliza uma Calculadora de Financiamento para lhe ajudar no processo de simulação!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta