JVF Empreendimentos Imobiliários

Blog

Descubra como Financiar um Apartamento com a JVF

apartamento decorado jvf
Compartilhe
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O financiamento de um imóvel é uma das formas mais comuns que os consumidores conquistam o sonho do imóvel próprio. Porém, a entrada e o parcelamento do imóvel envolvem valores altos, algumas burocracias e outros pormenores, que costumam gerar algumas dúvidas naqueles que optam pelo financiamento do apartamento.

Financiamento habitacional

Ao realizar a compra de um imóvel, seja ele apartamento ou casa, o método mais utilizado para conseguir realizar o sonho do imóvel próprio é através do financiamento. Eles são realizados diretamente nas agências bancárias, que realizam o pagamento ao vendedor a quantia solicitada para a efetivação da venda e a partir desse momento, o financiamento pode ser realizado e o comprar gera uma dívida com o banco que realizou o seu financiamento.

Nesse período, o imóvel está relacionado ao comprador que realizou o processo da compra, porém não pode ser envolvido em qualquer tipo de negociação enquanto um valor em aberto com o banco em aberto. Se você deseja simular o valor do seu financiamento, utilize a Calculadora de Financiamento da JVF agora mesmo!

Condições para a realização do financiamento

A maioria dos bancos possuem financiamentos imobiliários, porém o que os diferenciam são as condições oferecidas referente às formas de pagamento, bem como as taxas de juros que são praticadas por cada um deles, além da duração dos contratos e o valor máximo do imóvel que pode ser financiado.

Após a escolha do banco, o primeiro passo é ir até a sua agência ou a agência direcionada para financiamentos imobiliários, converse com um gerente para verificar quais são as etapas que serão necessárias até que ocorra a liberação do crédito referente ao financiamento.

O que é crédito imobiliário?

O crédito imobiliário é quando o comprador deseja realizar o financiamento de um imóvel, seja ele novo ou usado, através de instituições bancárias, onde os bancos ficam responsável pelo pagamento de forma integral da quantia, enquanto o comprador paga ao banco o valor financiado.

O pagamento do valor financiado, poderá ser realizado em parcelas previamente acordadas, na quantidade de meses estipuladas em contrato entre o banco e o comprador. Durante o período em que as parcelas estiverem em aberto, o imóvel fica em nome do comprador, porém não poderá ser negociada até que a dívida com o banco seja completamente quitada.

Quem pode contratar o crédito imobiliário

Todas as pessoas a princípio, podem contratar o crédito imobiliário, porém é necessário que alguns requisitos sejam preenchidos, dependendo do método de financiamento que for escolhido. O comprador que optar pelo financiamento direto com a construtora, muito comum em imóveis ainda na planta, ele deve atender à todos os requisitos informados pela construtora, bem como toda a documentação solicitada, para que seja elegível.

Já no financiamento por instituições bancárias ou financeiras, um dos critérios é a renda adequada ao valor que será solicitado, além de não ter restrições nos órgãos de proteção ao crédito e entregar todos os documentos solicitados. Além disso, os valores das prestações não devem ultrapassar 30% de toda a renda líquida.

Agora que você já sabe como financiar um apartamento, que tal agendar uma visita à Central de Vendas da JVF com um dos nossos corretores através do Chat Online e conhecer os melhores apartamentos à venda em Salvador?

Documentos necessários para o financiamento imobiliário

Os documentos necessários para apresentação são os documentos originais e também as cópias da Identidade e também do CPF, se o financiamento for realizado em conjunto será necessário apresentar os dados do casal, além do comprovante de estado civil e renda, como extratos bancários, holerite e declaração de imposto de renda completa do casal, quando necessário.

Para os autônomos, a comprovação de renda ocorre através do contrato de prestação de serviço, além da declaração de imposto de renda e os recibos de pagamento pelos serviços prestados ou ainda uma declaração de comprovação de recepção e rendimentos (DECORE), que deve ser realizada por um contador.

Falando sobre os trabalhadores que não possuem conta em banco, como: diaristas, trabalhadores rurais, doceiras, barbeiros entre outros, será necessário verificar com o gerente da agência mais próxima, uma ficha cadastral sob a orientação dele, para informar quais serão os documentos necessários que deverão ser apresentados.

A comprovação da renda é o principal indicativo da capacidade de pagamento das prestações, visto que o valor das parcelas não poderão ultrapassar 30% de toda a renda bruta familiar. Além disso, é realizada uma análise cadastral para verificar se existe registro nos bancos de dados de inadimplentes, como o SPC ou SERASA, além de outras fontes de consulta que ficam à critério da instituição bancária.

Financiamento pelo FGTS

Os financiamentos que são utilizados para a compra de um imóvel pode ser realizado utilizando recursos do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, pela Poupança ou por Empréstimo (SBPE), e ainda existe a possibilidade de financiamento através da construtora, sem a necessidade de intervenção bancária nesse momento.

Utilizando o FGTS

O financiamento utilizando recursos do FGTS faz parte do programa de habitação (SFH), o valor do imóvel disponível e também dos limites podem sofrer com variações constantes. É possível participar dessa modalidade do financiamento a partir de uma determina faixa de renda da família, que pode variar de acordo com a região do país. As taxas de juros que são praticadas nessa modalidade são mais baixas que as demais.

Como escolher entre um Imóvel antigo ou na planta?

A compra de um imóvel não é uma tarefa simples, pois ela exige muita atenção, principalmente nas escolhas que serão feitas, visto que estamos falando de uma aquisição de um bem com um alto valor, onde a escolha afetará sua vida e toda a sua família por um bom tempo.

Uma das principais escolhas a ser realizada é entre um imóvel na planta ou um antigo, mas como sanar essa dúvida? Confira algumas dicas.

Imóvel pronto (antigo)

Entendemos que este tipo de imóvel poderá ser logo ocupado, ou ainda sim em um curto período de tempo, evitando que a espera seja muito longa, sendo essa a principal vantagem. Porém, um imóvel quitado pelo primeiro comprador faz com que as condições de pagamento sejam mais apertadas e as financeiras ofereçam exigências maiores para liberação do crédito.

Imóvel na planta

Um imóvel na planta tem como principal vantagem a forma de pagamento diferenciada e com valores mais baixos, possibilitando um pagamento com mais facilidade e com prazos mais extensos. Porém, o tempo de espera é muito maior.

Agora que você já sabe como financiar um apartamento, que tal agendar uma visita à Central de Vendas da JVF com um dos nossos corretores através do Chat Online e conhecer os melhores apartamentos à venda em Salvador?

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta