JVF Empreendimentos Imobiliários

Blog

Comprar um imóvel sem ter dinheiro

Compartilhe
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Cansou de viver de aluguel e quer comprar sua casa ou apartamento próprio, mas não tem capital? Saiba que é possível comprar um imóvel sem ter dinheiro.

O financiamento é o modo mais comum de ser proprietário de um imóvel sem ter dinheiro guardado.

A crise econômica pela qual o Brasil está passando acabou por impactar o mercado imobiliário, fazendo com que os preços dos imóveis apresentassem uma queda.

Assim, para quem quer comprar um imóvel, este é um ótimo momento, pois você pode conseguir ótimos preços e condições.

Contudo, é possível fazer isso de outras formas, além do financiamento.

Confira as 3 maneiras mais comuns de Como Comprar Imóvel sem ter dinheiro:

1.A mais usual: Por financiamento

Esta, certamente, é a forma mais conhecida de se comprar um imóvel sem ter dinheiro.

Os financiamentos são feitos por instituições financeiras que pagam o valor do imóvel e parcelam as dívida para o comprador.

Dessa forma, o imóvel passa a ser da entidade financeira até que você quite a dívida.

A vantagem de escolher o financiamento é que você recebe o imóvel imediatamente.

Contudo, precisará arcar com as taxas altas de juros. Ao final, o valor que você terá pagado pelo imóvel chegará ao dobro do que ele custará à vista.

Mas, pense que o imóvel será seu e esse dinheiro será muito melhor investido do que se tiver sendo usado para pagar aluguel, que resolve somente uma necessidade imediata de moradia.

Você deve pesquisar as condições das entidades financeiras que oferecem o financiamento.

Alguns financiamentos como o “Minha Casa Minha Vida” são mais populares e apresentam taxas de juros menores.

Pondere ao menos três instituições financeiras diferentes antes de tomar sua decisão.

2. Para os que não estão como muita pressa: Consórcio de imóveis

O consórcio é uma forma de poupar dinheiro e ainda fazer um investimento destinado especificamente para a compra de um imóvel.

Essa é uma opção viável para quem não tem urgência em adquirir um imóvel e, dessa forma, pode fazer um investimento para conseguir realizar o sonho da casa própria.

Para participar de um consórcio, você deve buscar uma administradora que seja autorizada pelo Banco Central.

Você entra em grupo ao comprar uma cota de um consórcio. O valor da cota é baixo, se comparado ao valor total de um imóvel.

Você irá se comprometer a pagar uma mensalidade do consórcio. O período de pagamento varia de acordo com o tipo de imóvel escolhido.

Todos os meses, são feitas as chamadas “assembleias de contemplação”, onde um membro do grupo é contemplado com a carta de crédito no valor do consórcio escolhido.

A grande vantagem dos consórcios é não precisar de entrada e ser menos burocrático que o financiamento.

As taxas de juros também são reduzidas, se comparadas ao financiamento, pois somente a taxa administrativa para a empresa que administra o consórcio é cobrada.

A desvantagem é que você fica dependendo da sorte para ser contemplado com a carta de crédito. Tanto pode ser rápido quanto demorar o tempo máximo do consórcio.

3. Usando o FGTS para financiar um imóvel

Outra alternativa muito usada por aqueles que desejam realizar o sonho da casa própria é usar o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) como parte do pagamento do imóvel.

Mensalmente, o empregador deposita 8% do valor de seu salário em uma conta em seu nome. Esse valor pode ser usado na compra de um imóvel.

Para isso, obriga-se que o imóvel a ser comprado seja para fim residencial e você tem que trabalhar pelo menos por três anos de carteira assinada, ainda que não seja de forma contínua.

Outra exigência, é que você não tenha outro financiamento de habitação ativo no país e more no mesmo município em que pretende adquirir um imóvel.

É preciso ainda que você não possua um imóvel na mesma cidade em que pretende comprar um imóvel com seu FGTS.

Caso você se enquadre nessas exigências, o FGTS pode ser usado como pagamento integral ou de parte de um imóvel.

Ou ainda servir de entrada para um financiamento ou para comprar a cota de um consórcio.

O teto para comprar um imóvel com o FGTS se limita a R$ 650 mil em alguns estados e R$ 750 mil em outros.

Se o seu FGTS não for o suficiente para pagar o valor integral do imóvel, você pode aliar:

  • FGTS + financiamento;
  • FGTS + consórcio.

O planejamento necessário para comprar um apartamento

Agora que você já sabe que é possível comprar um imóvel sem ter dinheiro, um planejamento financeiro irá lhe dar maior segurança nessa compra. Além de evitar dores de cabeça.

Veja 4 dicas para comprar um imóvel sem ter dinheiro:

1. Organize suas finanças – Extermine as dívidas

A primeira coisa que você deve fazer se quer comprar um imóvel é o controle de dívidas.

Isso porque, ao conseguir um financiamento ou entrar em um consórcio, você precisa está consciente que mensalmente precisará destinar uma parte do seu orçamento para o imóvel.

Por isso, antes de entrar em qualquer tipo de transação habitacional, é preciso quitar suas pendências financeiras e tentar, ao máximo, economizar.

Corte as despesas supérfluas. Pondere tudo aquilo que você realmente precisa e tente economizar ao máximo.

Esse esforço compensará no final quando você estiver em sua casa própria.

2. Faça seu dinheiro render

Se você está pensando em juntar dinheiro, não adianta deixar guardado.

O ideal é fazer o dinheiro render. Por isso, estude um bom investimento para investir seu dinheiro.

Ao aplicar de forma adequada seu dinheiro, você pode ficar mais sossegado para arcar com despesas adicionais do imóvel que vai comprar, como escritura e despesas com cartório.

De acordo com informações da Agência Brasil, essas despesas representam cerca de 3% a 5% do valor integral do imóvel.

3. Faça uma pesquisa legal antes da compra

Consulte um corretor ou advogado para analisar se está tudo certo com os documentos do imóvel que você deseja comprar.

Há muitos golpes no mercado imobiliário, e você tem que se certificar de que não está caindo em um.

Busque informações sobre o corretor de imóveis no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI) de seu estado.

4.Quanto menor o valor financiado, melhor

Se esforce para financiar o menor valor possível do imóvel, mesmo que para isso signifique “raspar” sua economia ou vender um bem.

Isso porque, quanto menor o valor financiado, menor será o número das parcelas e o prazo de juros.

O financiamento pode durar até 35 anos. Se você for pensar, isso é muito tempo. Por isso, é importante tentar reduzir esse tempo ao máximo.

O valor da parcela também é um ponto a se considerar. Os especialistas em economia ponderam que a parcela deve compreender somente 20% de sua renda líquida.

Por isso, é tão importante fazer o planejamento financeiro.

Considerações Finais

Comprar um imóvel é um passo muito importante. E, ao contrário do que muita gente pensa, é possível comprar um imóvel sem ter dinheiro ou com pouco capital poupado.
Escolha a melhor opção para você e sua família e invista na compra de um patrimônio, que lhe trará segurança de moradia para a vida toda. Esta pode ser a sua hora de sair do aluguel!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta